O meio mais utilizado para conexões de computadores em redes LAN, seja em corporações ou uso doméstico, ainda é o cabo metálico. Estas redes de computadores podem apresentar diferentes capacidades de transferência de dados, mas, os mais usados ainda é o padrão Ethernet e Fast Ethernet, principalmente em aplicações de uso doméstico que também é conhecido como 10/100. Mas, os conceitos usados aqui também valem para as interfaces Gigabit Ethernet.

O meio físico para conectar esses dispositivos, permitindo a troca de dados entre estes, bem como compartilhamento de pastas, acesso à Internet compartilhada etc, é o cabo metálico. Eles são divididos em várias categorias quanto às características do cabo de acordo com a tecnologia de redes que está sendo feita.

Para as redes que utilizam o padrão Ethernet e Fast Ethernet, as categorias mais indicadas são cabos do tipo CAT5 e CAT5e e mais recente, CAT6 para as interfaces Gigabit Ethernet.

Estes cabos ainda dividem-se em dois principais padrões, que são os cabos blindados (STP = Shielded Twisted Pair), que são usados em ambientes com fontes de interferências possíveis de produzir EMI (Interferências Eletromagnéticas) na rede, causando diversos problemas na rede, como perdas de pacotes e lentidões, comprometendo o funcionamento.

Esta blindagem, normalmente, é constituída de uma malha metálica ou mesmo um papel alumínio especial envolvendo os cabos internamente, ou ainda, os cabos com blindagem para evitar umidades em ambientes mais hostis, normalmente usados em ambientes fabril com diversas fontes de interferências, como máquinas, motores, fornos elétrico etc.

O outo cabo é o não-blindado, também conhecido como (UTP = Unshilded Twisted Pair), este é o mais usado, até porque tem um custo menor, já que não tem blindagem.

continuar lendo no vivaolinux